Curiosidades

Nectarina Importadas e Nacionais

Nectarina Importadas e Nacionais Nectarina Importadas e Nacionais

Nectarina é uma espécie de pêssego, lisa (sem pêlos), de caroço livre. É uma planta de clima temperado, produzida no Sul e Sudeste do Brasil, especialmente Rio Grande do Sul e São Paulo. Graças à pesquisa agronômica passou a ser economicamente viável produzi-la em regiões subtropicais. Chile e Argentina são grandes produtores da fruta. É rica em retinol (vitamina A), niacina (vitamina B3) e potássio e, ainda, em menor quantidade, ácido ascórbico(vitamina C).

A vitamina A é indispensável para a proteção da vista, conserva a saúde da pele e auxilia no crescimento.

A Niacina é uma vitamina bastante importante, pois atua juntamente com outras substâncias na digestão, além de estimular o apetite.

E a vitamina C dá resistência aos tecidos e age contra as infecções.

Seu período de safra é de outubro a novembro.

Leia mais

Ameixas Importadas

Ameixas Importadas

Há diversas variedades de ameixa. As mais conhecidas são: a vermelha, a amarela e a roxa. Elas têm tamanhos diferentes, podendo ser pequenas como uma cereja ou grandes como um ovo de galinha. A ameixa é uma fruta com caroço, de sabor doce, ligeiramente mais ácida na parte da polpa próxima ao caroço. Pode ser consumida fresca, seca ou na preparação de geléias e outros tipos de doce. A ameixa seca tem várias aplicações: em caldas, sorvetes, pudins, musses, bolos, tortas, refrescos e licores. Além disso, combina muito bem com pratos salgados.

A ameixa tem alto valor nutritivo. É rica em açúcar, sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e algumas vitaminas. É um ótimo alimento, pois funciona como laxante natural.

Embora a ameixa seja uma fruta macia, ela só é boa para o consumo enquanto está firme, com aparência fresca e cor viva, sem partes moles, manchadas ou machucadas.

Para que a ameixa se conserve me bom estado por vários dias, guarde-a em saco plástico na gaveta da geladeira sem lavar. Lave apenas na hora em que for consumi-la.

Leia mais

Pêra Willians

Pêra Willians

A pêra é o fruto de uma árvore que pertence à mesma família da macieira. Existem inúmeras variedades de pêra, que se diferenciam em forma, tamanho, cor, consistência, sabor, aroma e casca. Pode ter o formato de um violão, de uma bola, etc, com tamanhos que podem variar de 6 a 15 cm de comprimento. A cor pode variar entre o verde, o amarelo, o castanho e o vermelho. Quanto à consistência, os tipos de pêra variam entre a dura e granulosa e a macia e cremosa, que se desmancha na boca. Entre as muitas variedades cultivadas no Brasil, principalmente no sul do país, e as importadas, as mais conhecidas são: pêra d’água (ou dona joaquina), muito saborosa e de consistência delicada; pêra da aguieira, muito suculenta e aromática; pêra de pé curto, arredondada e semelhante à maçã; pêra de almeida, natural da França, onde é conhecida como duchesse d’Angoulème; pêra de arrátel, também chamada pêra gigante. Além dessas, também são cultivadas outras variedades, como pêra de cristo, pêra de bom cristão, pêra de ferro, pêra de engonxo e pêra de refego. Apesar de ser uma fruta consumida só ao natural, ela é ótima para o preparo de tortas, compotas, geléias, musses e cremes. Em pratos salgados, a pêra é excelente para acompanhar queijos de sabor picante ou forte, como o provolone, o gruyère e o emmental, servidos sempre com um vinho branco gelado.

O valor nutritivo da pêra depende do seu grau de maturação. Quando passada, perde cerca de 3/4 do valor de seus nutrientes. Verde, faz mal para o estômago porque se torna indigesta. No entanto, quando está no ponto, ela é uma fruta excelente. Contém proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas, quase todos concentrados junto à casaca. Para as pessoas de aparelho digestivo delicado, recomendam-se as pêras macias, descascadas ou, de preferência cozidas.

A pêra de boa qualidade tem casca firme, sem ser dura (a casca dura indica que a fruta foi colhida antes do tempo e logo ficará murcha, esfarelada e sem sabor), é limpa, sem cortes nem machucados e sem manchas nem picadas de insetos.

Para o consumo imediato, compre pêras tenras, sem marcas de apodrecimento.

Conserve as pêras em lugar fresco, seco e arejado. Não guarde na geladeira porque ela perde parte do aroma e do sabor.

Leia mais

Pêra Red Bartlett

Pêra Red Bartlett

A pêra é o fruto de uma árvore que pertence à mesma família da macieira. Existem inúmeras variedades de pêra, que se diferenciam em forma, tamanho, cor, consistência, sabor, aroma e casca. Pode ter o formato de um violão, de uma bola, etc, com tamanhos que podem variar de 6 a 15 cm de comprimento. A cor pode variar entre o verde, o amarelo, o castanho e o vermelho. Quanto à consistência, os tipos de pêra variam entre a dura e granulosa e a macia e cremosa, que se desmancha na boca. Entre as muitas variedades cultivadas no Brasil, principalmente no sul do país, e as importadas, as mais conhecidas são: pêra d’água (ou dona joaquina), muito saborosa e de consistência delicada; pêra da aguieira, muito suculenta e aromática; pêra de pé curto, arredondada e semelhante à maçã; pêra de almeida, natural da França, onde é conhecida como duchesse d’Angoulème; pêra de arrátel, também chamada pêra gigante. Além dessas, também são cultivadas outras variedades, como pêra de cristo, pêra de bom cristão, pêra de ferro, pêra de engonxo e pêra de refego. Apesar de ser uma fruta consumida só ao natural, ela é ótima para o preparo de tortas, compotas, geléias, musses e cremes. Em pratos salgados, a pêra é excelente para acompanhar queijos de sabor picante ou forte, como o provolone, o gruyère e o emmental, servidos sempre com um vinho branco gelado.

O valor nutritivo da pêra depende do seu grau de maturação. Quando passada, perde cerca de 3/4 do valor de seus nutrientes. Verde, faz mal para o estômago porque se torna indigesta. No entanto, quando está no ponto, ela é uma fruta excelente. Contém proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas, quase todos concentrados junto à casaca. Para as pessoas de aparelho digestivo delicado, recomendam-se as pêras macias, descascadas ou, de preferência cozidas.

A pêra de boa qualidade tem casca firme, sem ser dura (a casca dura indica que a fruta foi colhida antes do tempo e logo ficará murcha, esfarelada e sem sabor), é limpa, sem cortes nem machucados e sem manchas nem picadas de insetos.

Para o consumo imediato, compre pêras tenras, sem marcas de apodrecimento.

Conserve as pêras em lugar fresco, seco e arejado. Não guarde na geladeira porque ela perde parte do aroma e do sabor.

Leia mais

Pêra Packham`s

Pêra Packham`s Pêra Packham`s

A pêra é o fruto de uma árvore que pertence à mesma família da macieira. Existem inúmeras variedades de pêra, que se diferenciam em forma, tamanho, cor, consistência, sabor, aroma e casca. Pode ter o formato de um violão, de uma bola, etc, com tamanhos que podem variar de 6 a 15 cm de comprimento. A cor pode variar entre o verde, o amarelo, o castanho e o vermelho. Quanto à consistência, os tipos de pêra variam entre a dura e granulosa e a macia e cremosa, que se desmancha na boca. Entre as muitas variedades cultivadas no Brasil, principalmente no sul do país, e as importadas, as mais conhecidas são: pêra d’água (ou dona joaquina), muito saborosa e de consistência delicada; pêra da aguieira, muito suculenta e aromática; pêra de pé curto, arredondada e semelhante à maçã; pêra de almeida, natural da França, onde é conhecida como duchesse d’Angoulème; pêra de arrátel, também chamada pêra gigante. Além dessas, também são cultivadas outras variedades, como pêra de cristo, pêra de bom cristão, pêra de ferro, pêra de engonxo e pêra de refego. Apesar de ser uma fruta consumida só ao natural, ela é ótima para o preparo de tortas, compotas, geléias, musses e cremes. Em pratos salgados, a pêra é excelente para acompanhar queijos de sabor picante ou forte, como o provolone, o gruyère e o emmental, servidos sempre com um vinho branco gelado.

O valor nutritivo da pêra depende do seu grau de maturação. Quando passada, perde cerca de 3/4 do valor de seus nutrientes. Verde, faz mal para o estômago porque se torna indigesta. No entanto, quando está no ponto, ela é uma fruta excelente. Contém proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas, quase todos concentrados junto à casaca. Para as pessoas de aparelho digestivo delicado, recomendam-se as pêras macias, descascadas ou, de preferência cozidas.

A pêra de boa qualidade tem casca firme, sem ser dura (a casca dura indica que a fruta foi colhida antes do tempo e logo ficará murcha, esfarelada e sem sabor), é limpa, sem cortes nem machucados e sem manchas nem picadas de insetos.

Para o consumo imediato, compre pêras tenras, sem marcas de apodrecimento.

Conserve as pêras em lugar fresco, seco e arejado. Não guarde na geladeira porque ela perde parte do aroma e do sabor.

Leia mais

Pêra d’anjou

Pêra d’anjou

A pêra é o fruto de uma árvore que pertence à mesma família da macieira. Existem inúmeras variedades de pêra, que se diferenciam em forma, tamanho, cor, consistência, sabor, aroma e casca. Pode ter o formato de um violão, de uma bola, etc, com tamanhos que podem variar de 6 a 15 cm de comprimento. A cor pode variar entre o verde, o amarelo, o castanho e o vermelho. Quanto à consistência, os tipos de pêra variam entre a dura e granulosa e a macia e cremosa, que se desmancha na boca. Entre as muitas variedades cultivadas no Brasil, principalmente no sul do país, e as importadas, as mais conhecidas são: pêra d’água (ou dona joaquina), muito saborosa e de consistência delicada; pêra da aguieira, muito suculenta e aromática; pêra de pé curto, arredondada e semelhante à maçã; pêra de almeida, natural da França, onde é conhecida como duchesse d’Angoulème; pêra de arrátel, também chamada pêra gigante. Além dessas, também são cultivadas outras variedades, como pêra de cristo, pêra de bom cristão, pêra de ferro, pêra de engonxo e pêra de refego. Apesar de ser uma fruta consumida só ao natural, ela é ótima para o preparo de tortas, compotas, geléias, musses e cremes. Em pratos salgados, a pêra é excelente para acompanhar queijos de sabor picante ou forte, como o provolone, o gruyère e o emmental, servidos sempre com um vinho branco gelado.

O valor nutritivo da pêra depende do seu grau de maturação. Quando passada, perde cerca de 3/4 do valor de seus nutrientes. Verde, faz mal para o estômago porque se torna indigesta. No entanto, quando está no ponto, ela é uma fruta excelente. Contém proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas, quase todos concentrados junto à casaca. Para as pessoas de aparelho digestivo delicado, recomendam-se as pêras macias, descascadas ou, de preferência cozidas.

A pêra de boa qualidade tem casca firme, sem ser dura (a casca dura indica que a fruta foi colhida antes do tempo e logo ficará murcha, esfarelada e sem sabor), é limpa, sem cortes nem machucados e sem manchas nem picadas de insetos.

Para o consumo imediato, compre pêras tenras, sem marcas de apodrecimento.

Conserve as pêras em lugar fresco, seco e arejado. Não guarde na geladeira porque ela perde parte do aroma e do sabor.

Leia mais

Maça Granny Smith

Maça Granny Smith

A maçã é uma das frutas mais conhecidas do mundo, principalmente por ser a protagonista de lendas e histórias muito famosas, como a de Adão e Eva na Bíblia, e de contos infantis como o da Branca de Neve. Ela é o fruto da macieira (que pode ser um arbusto ou uma árvore), tem forma arredondada, tamanho variável entre 5 e 10 cm de diâmetro, sua cor muda segundo o tipo, podendo ser vermelha, amarela ou verde. A cor da polpa da maçã varia entre o branco e o amarelo, assim como sua consistência, que, segundo a variedade pode ser compacta ou esfarelada. No Brasil, as variedades de maçã mais conhecidas são a amarela ou dourada e a vermelha. A maior parte das frutas que se encontra no mercado é importada, principalmente de países com climas temperados. Na cozinha, a maçã tem inúmeros usos e pode ser preparada de muitas maneiras, acompanhando pratos salgados ou para fazer vários tipos de doce.

Ela contém quantidades razoáveis de vitamina A, B1, B2 e C e de sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Como também fornece bastantes calorias, nem sempre é permitida nas dietas de emagrecimento. O teor de água e vitamina C que a maçã tem torna-a um bom alimento para as crianças, pois, além de nutrir, é um excelente hidratante. É de fácil digestão e aconselha-se consumi-la ao natural e com casca para aproveitar melhor as vitaminas.

É encontrada em feiras livres, supermercados e quitandas. O preço varia conforme o país e região de importação. As melhores são as de cor acentuada, firmes e mais pesadas em relação ao volume. Procure maçãs de casca lisa e limpa e evite as que têm depressões ou machucados na casca. Nos supermercados também encontramos suco de maçã concentrado, enlatado e congelado, maça dessecada, geléias, compotas e purê de maças em vidros (preparado para crianças).

A maçã é uma fruta que se conserva bem durante bastante tempo. Quando vai ser consumida logo, guarde na gaveta da geladeira ou deixe em uma fruteira em local ventilado, tomando cuidado para que a parte do cabo fique para baixo, ao abrigo da umidade. Para guardar por períodos maiores, mantenha a maçã no congelador com a temperatura um pouco acima do ponto de congelamento (2 Graus C).

Leia mais

Maça Fuji Nacional

Maça Fuji Nacional

A maçã é uma das frutas mais conhecidas do mundo, principalmente por ser a protagonista de lendas e histórias muito famosas, como a de Adão e Eva na Bíblia, e de contos infantis como o da Branca de Neve. Ela é o fruto da macieira (que pode ser um arbusto ou uma árvore), tem forma arredondada, tamanho variável entre 5 e 10 cm de diâmetro, sua cor muda segundo o tipo, podendo ser vermelha, amarela ou verde. A cor da polpa da maçã varia entre o branco e o amarelo, assim como sua consistência, que, segundo a variedade pode ser compacta ou esfarelada. No Brasil, as variedades de maçã mais conhecidas são a amarela ou dourada e a vermelha. A maior parte das frutas que se encontra no mercado é importada, principalmente de países com climas temperados. Na cozinha, a maçã tem inúmeros usos e pode ser preparada de muitas maneiras, acompanhando pratos salgados ou para fazer vários tipos de doce.

Ela contém quantidades razoáveis de vitamina A, B1, B2 e C e de sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Como também fornece bastantes calorias, nem sempre é permitida nas dietas de emagrecimento. O teor de água e vitamina C que a maçã tem torna-a um bom alimento para as crianças, pois, além de nutrir, é um excelente hidratante. É de fácil digestão e aconselha-se consumi-la ao natural e com casca para aproveitar melhor as vitaminas.

É encontrada em feiras livres, supermercados e quitandas. O preço varia conforme o país e região de importação. As melhores são as de cor acentuada, firmes e mais pesadas em relação ao volume. Procure maçãs de casca lisa e limpa e evite as que têm depressões ou machucados na casca. Nos supermercados também encontramos suco de maçã concentrado, enlatado e congelado, maça dessecada, geléias, compotas e purê de maças em vidros (preparado para crianças).

A maçã é uma fruta que se conserva bem durante bastante tempo. Quando vai ser consumida logo, guarde na gaveta da geladeira ou deixe em uma fruteira em local ventilado, tomando cuidado para que a parte do cabo fique para baixo, ao abrigo da umidade. Para guardar por períodos maiores, mantenha a maçã no congelador com a temperatura um pouco acima do ponto de congelamento (2 Graus C).

Leia mais

Maça Gala Nacional

Maça Gala Nacional

A maçã é uma das frutas mais conhecidas do mundo, principalmente por ser a protagonista de lendas e histórias muito famosas, como a de Adão e Eva na Bíblia, e de contos infantis como o da Branca de Neve. Ela é o fruto da macieira (que pode ser um arbusto ou uma árvore), tem forma arredondada, tamanho variável entre 5 e 10 cm de diâmetro, sua cor muda segundo o tipo, podendo ser vermelha, amarela ou verde. A cor da polpa da maçã varia entre o branco e o amarelo, assim como sua consistência, que, segundo a variedade pode ser compacta ou esfarelada. No Brasil, as variedades de maçã mais conhecidas são a amarela ou dourada e a vermelha. A maior parte das frutas que se encontra no mercado é importada, principalmente de países com climas temperados. Na cozinha, a maçã tem inúmeros usos e pode ser preparada de muitas maneiras, acompanhando pratos salgados ou para fazer vários tipos de doce.

Ela contém quantidades razoáveis de vitamina A, B1, B2 e C e de sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Como também fornece bastantes calorias, nem sempre é permitida nas dietas de emagrecimento. O teor de água e vitamina C que a maçã tem torna-a um bom alimento para as crianças, pois, além de nutrir, é um excelente hidratante. É de fácil digestão e aconselha-se consumi-la ao natural e com casca para aproveitar melhor as vitaminas.

É encontrada em feiras livres, supermercados e quitandas. O preço varia conforme o país e região de importação. As melhores são as de cor acentuada, firmes e mais pesadas em relação ao volume. Procure maçãs de casca lisa e limpa e evite as que têm depressões ou machucados na casca. Nos supermercados também encontramos suco de maçã concentrado, enlatado e congelado, maça dessecada, geléias, compotas e purê de maças em vidros (preparado para crianças).

A maçã é uma fruta que se conserva bem durante bastante tempo. Quando vai ser consumida logo, guarde na gaveta da geladeira ou deixe em uma fruteira em local ventilado, tomando cuidado para que a parte do cabo fique para baixo, ao abrigo da umidade. Para guardar por períodos maiores, mantenha a maçã no congelador com a temperatura um pouco acima do ponto de congelamento (2 Graus C).

Leia mais

Pêssego

Pêssego

Pêssego Nacional e Pêssego Importado

O pêssego é o fruto carnoso originário do pessegueiro. Quando está fresco é a fruta que menos possui caloria (35 cal) sendo muito recomendada em dietas ou para quem deseja manter o peso.

Além de beneficiar o organismo em relação a pouca caloria, o pêssego possui vitamina A, C, D, sais minerais, ferro, fósforo, iodo, cobre, manganês, carboidratos, fibras e cálcio. Pelos nutrientes que possui, beneficia o intestino, evita problemas na pele, no aparelho digestivo, no sistema nervoso, reumatismos, reduz o colesterol do sangue e outros.

Pode ser consumido em forma de suco, geléia, doces, bolos, tortas e puro. Ao comprar pêssego é necessário atentar para as suas características. A fruta deve estar com a casca firme e sem marcas de insetos. Para melhor conservação guarde-a em geladeira.

O cultivo do pêssego se restringe ao sul e sudeste brasileiros, pois para se desenvolver normalmente o pessegueiro necessita de baixas temperaturas.

Leia mais